12-16 Fairview Strand, Dublin 3

Portuguese +353 83 310 6315

  • English
  • Polski
  • Slovenčina
  • Română
  • Português
 

FAQ* Danos Pessoais

Você quer discutir o seu caso?

Será que eu tenho uma reclamação* de danos pessoais?

Para saber com sucesso se você pode reinvindicar uma indenização* de outra parte você deve ser capaz de provar o seguinte:

 

  • • Que o acidente* foi causado por culpa ou negligência de terceiros ou parcilamente culpa e/ou negligencia de terceiros
  • • que você sofreu danos como resultado de um acidente* e
  • t• que as lesões são atribuídas ao acidente*.

 

Com mais de 30 anos de experiência, Murray Flynn Advogados possui uma especialidade particular em lidar com Reclamações* de Danos Pessoais. Nós oferecemos um serviço altamente eficiente e profissional, que abrange todos os aspectos de sua reclamação. Por favor, conte-nos sobre seu acidente* e nós ficaremos felizes em ajudá-lo.

Quais é o limite de tempo? Quando meu caso se torna prescrito?

Geralmente, com algumas excessões, você tem dois anos a partir da data do seu acidente* para começar o processo de indenização* (que é fazer uma reclamação no PIAB). Para obter detalhes dos procedimentos do PIAB clique aqui. Entretanto, o quanto antes você notificar a parte responsável da sua intenção de fazer uma reclamação*, será melhor. O ideal seria que você fizesse isso dentro de 1 mês a partir da data do seu acidente*.

 

Uma notificação enviada pelo seu Advogado, dá à pessoa, companhia ou organização que você acusou como responsável pelos  danos causados, uma chance de investigar a reclamação*. Também visa prevenir que a parte negligente sustente que eles foram prejudicados (desvantagem) de qualquer forma pela mora em informá-los sobre a reclamação*, e, talvez tão importante quanto impedir que a seguradora da parte responsável se recuse a fornecer à pessoa, companhia ou organização que você considera responsável por sua lesão, uma cobertura de seguro devido à “notificação tardia”.

Notificação tardia não devem afetar sua aplicação no PIAB. Porém, pode afetar seu caso mais tarde, se você tiver que recorrer ao tribunal, e acabar tendo uma decisão em que não liberem a recuperação das suas despesas.

 

Não é incomum para as pessoas envolvidas em trabalhos manuais desenvolver problemas nas costas, ombros, joelhos, etc., mesmo não havendo um acidente* em particular. Pessoas frequentemente acham que elas não têm direito a uma indenização* nessas circunstâncias, mas estes problemas são causados por um sistema de trabalho inseguro, elas têm direito de fazer uma reclamação* e procurar uma indenização*. Nesses casos, o período de dois anos começa desde a hora que você é examinado por um médico e/ou obtém tratamento médico por causa da lesão. Para informações sobre acidente* de trabalho, por favor, clique aqui.

Quais são os tipos de Danos?

Os tipos comuns de Reclamações* por Danos Pessoais incluem acidentes* de trânsito, acidentes* de trabalho, acidentes* de tropeço e queda ou reclamações* de assalto. Eles podem resultar nos seguintes danos:

 

  • Lesões na Cabeça & no Rosto
  • Lesões no Pescoço & no Ombro incluindo lesão cervical
  • Lesão nas Costas & Coluna
  • Lesão no Braço & Mão
  • Lesão na Perna & Pé
  • Outros Tipos de Lesões

 

A lista de indenizações para todos os tipos de lesões físicas estão listadas em um documento abrangente preparado pelo PIAB chamado Book of Quantum. Este documento fornece o direcionamento em relação à quantia de indenização* para cada dano. No caso de danos complicados com provável tratamento no futuro, é sempre melhor obter conselho profissional do que terminar seu caso muito cedo.

Eu tenho que fazer um exame médico? O que é um laudo médico? Eu precisaria de relatórios médicos para meu caso?

Para preparar e avaliar seu caso, é necessário obter um relatório médico detalhando o grau de seus danos, o tratamento adequado para você e o diagnóstico para o futuro. Ele descreve como o acidente ocorreu e contém informações importantes como a data do acidente*, sua atual condição e danos anteriores.

 

Esse relatório médico é avaliado pelo The Injuries Board (PIAB)  no momento de definição do nível de sua indenização*, numa audiência de conciliação, e na audiência do tribunal.

 

Seu Advogado pode requerer os laudos médicos do seu médico. A príncipio, você deve precisar de poucos relatórios médicos no seu processo. O primeiro relatório médico é do seu próprio médico que tratou de você após o acidente ou por um outro doutor Especialista. O relatório subsequente é requerido pelo The Injuries Board (PIAB) como parte dos procedimentos do PIAB. Você pode saber mais sobre os procedimentos do PIAB aqui.

 

Os termos dos laudos e prontuários médicos são utilizados para descrever a documentação sistemática do seu histórico médico completa e cuidados, de um profissional de saúde, por exemplo um GP, ou um hospital. Embora laudos médicos não determinem normalmente o nível de sua indenização*, é um compomente muito útil para os relatórios médicos e podem influenciar no seu caso.

Quanto tempo meu caso levará?

A maioria dos casos simples de reclamação* são resolvidos dentro de meses. Entretando, isso depende da natureza do caso e da severidade dos danos. Casos complicados, com danos sérios, pode demorar consideravelmente mais. Não é interessante resolver um caso muito cedo e fazer que isso impeça você de receber uma maior indenização*, se sua lesão provar ser de natureza de longa duração.

Para informações a respeito dos procedimentos do PIAB, clique aqui.

Qual vai ser minha indenização*?

Uma lesão pode afetar sua qualidade de vida, por isso é tão importante que a indenização* que você vai receber seja justa, satisfatória e adequada. Um acidente* sério que resulta em danos catastróficos pode tornar deixar sua vida inteira de cabeça para baixo, por exemplo, um trágico acidente* de carro ou um acidente* de trabalho. Nós temos visto isso em muitas ocasiões. Portanto, nós nos esforçamos para que a indenização* seja adequada e  reflita não somente sua atual condição após o acidente*, mas também assegure as despesas esperadas no futuro.

 

O valor da indenização* que você receberá depende da natureza e severidade dos seus danos e como seu estilo de vida foi afetado.

 

A indenização está dividida em duas amplas categorias:

 

  • Danos gerais que são danos não financeiros como dor e sofrimento e/ou danos físicos e emocionais seguidos do acidente*. Incapacidade ou outra forma de prejuízo futuro, baixa qualidade ou apreciaçção da vida ou dificuldade em encontrar outro trabalho pode ser também levados em conta quando for calculado o nível de seus danos.
  • Danos Especiais que são quaisquer perdas que você sofreu como resultado de sua lesão que podem ser quantificados financeiramente. Danos Especiais incluem despesas com médicos e locomoção, relativas à sua lesão e perda de salários que você pode reclamar* como parte de sua indenização*. É muito importante guardar todos os recibos. No caso de danos sérios, sua capacidade de ganhos futuros podem ser levados em conta. Se seus bens foram danificados no acidente*, você pode também revindincar* o custo atual de reparação ou substituição do mesmo.

 

Você gostaria de conversar sobre seu acidente* conosco?

 

Nosso Advogado Especialista em Danos* Pessoais estão aqui para ajudá-lo e tornar o processo jurídico mais fácil para você e sua família.

Nosso lema é:

“Profissionalismo, Compromisso e Compaixão”

COVID-19 - Safety message from Murray Flynn Solicitors

During the ongoing Covid 19 Restrictions, our office is open for business. We are able to meet safely with clients by appointment in our Fairview office.

If you have any concerns about coming to meet us to discuss an accident you have been involved in, we are happy to arrange a Zoom Call or meet with you in your own home to advise you.

Stay safe

Murray Flynn Solicitors Team